Confira os principais pontos do primeiro debate entre Trump e Biden

Nesta terça-feira (29), o primeiro debate presidencial entre Donald Trump e Joe Biden aconteceu. A discussão tratou sobre meio ambiente, novo coronavírus, racismo, economia e outros temas políticos.

Os pontos mais altos entre os candidatos passaram entre as ofensas de “palhaço” e “mentiroso” de Joe Biden a Trump, e entra as interrupções às falas de Biden do atual presidente dos Estados Unidos.

As eleições americanas acontecem dia 3 de novembro, no formato pelo correio. Até então, estima-se que mais de 900 mil votantes já depositaram suas sugestões ao novo dono da cadeira dos EUA.

Confira os principais pontos do primeiro debate entre Trump e Biden
Fonte: (Reprodução/Internet)

Trump culpou China pelo coronavírus no bloco sobre o assunto

No debate eleitoral, Trump direcionou culpa a imprensa de sua imagem negativa na gestão do novo coronavírus. O atual presidente afirmou que Biden quer fechar os EUA, o que segundo ele, destruiria o país. Biden quer adotar essa medida como forma de evitar o aumento de número de casos pela doença.

Ao iniciar ataques, Trump disse que usa máscaras, mas não como o seu oponente, que mesmo muito distante, aparece com “a maior máscara” que o republicano já viu. Donald ainda disse que se o país tivesse ouvido Biden, mais pessoas teriam morrido. Isto porque Trump fechou o país para chineses. Durante o debate chegou a dizer que a culpa foi da China.

Biden lembrou do episódio que o republicano sugeriu a aplicação de desinfetante nos braços dos cidadãos americanos. Por fim, ainda reiterou que o próprio diretor do CDC de Trump, disse que se as pessoas utilizassem máscaras e respeitassem o distanciamento social, mais vidas seriam salvas.

Biden citou o Brasil na importância do combate ao desmatamento

Joe Biden tratou do desmatamento e das queimadas das florestas tropicais brasileiras. Ainda disse que iria tentar unificar os países para ações que combatessem as ações ilícitas nos biomas mundiais. 

Trump concordou com o oponente em até certo ponto, mas disse que florestas são cheias de árvores velhas e folhas no solo, por isso quando qualquer foco de incêndio, como um cigarro, for derrubado, toda a floresta queima.

Republicano reprovou supremacistas sob pressão

As acusações de Trump neste tópicos foram de que Biden queria tirar fundos da polícia americana, e ainda afirmou que cidades sob governos democratas – o mesmo vínculo político de Biden – são mais violentas.

Biden negou o interesse em retirar o investimento no policiamento estadounidense, e afirmou que atos violentos nunca são aceitáveis.

Após ser questionado pelo moderador do debate, Chris Wallace, sobre uma afirmação de Trump, que considerou grupos supremacistas brancos como “boas pessoas”, o republicano foi solicitado pelo âncora para que condenasse grupos de extrema-direita e supremacistas, como Trump já fez com a extrema esquerda e o Antifa.

“Proud Boys, recuem e fiquem na sua. Mas, vou lhe dizer uma coisa, alguém tem que fazer algo sobre a Antifa e a esquerda porque isso não é um problema de direita, é um problema de esquerda”, Trump ao responder ao pedido do apresentador, e apresentar a sua posição política.

Conversa foi marcada por ataques dos dois lados

Atrapalhando a distribuição de tempo do debate, Donald Trump tornou a falar durante muito tempo, e interromper o oponente Biden. A discussão chegou ao ponto de Biden pedir para Trump se calar.

Ainda, Joe Biden chamou Trump de palhaço duas vezes. A primeira ocasião foi enquanto o democrata chamava o atual presidente de mentiroso. Na segunda vez, Biden falou sobre como é difícil dizer algo a Trump, e então o chamou de palhaço.

Confira as falas em destaque do primeiro debate eleitoral entre o republicano Trump, e o democrata Biden.