Primeiro debate eleitoral americano acontece nesta terça-feira (29)

O primeiro debate da eleição presidencial dos Estados Unidos, acontece nesta terça-feira (29). O atual presidente Donald Trump, encontrará o democrata Joe Biden, em Cleveland, Ohio.

O evento ocorrerá na Case Werstern Reserv University, e terá como apresentador Chris Wallace, da Fox News. Por conta da pandemia, os candidatos e o moderador não poderão realizar os tradicionais apertos de mão.

Em 90 minutos de conversa, o republicano e democrata poderão indicar o rumo da eleição ao falar sobre os seis temas escolhidos pelo âncora, Chris Wallace. Os blocos são o histórico dos candidatos, a Covid-19, a violência racial, a Suprema Corte, a integridade da eleição e a economia.

Primeiro debate eleitoral americano acontece nesta terça-feira (29)
Fonte: (Reprodução/Internet)

Debates podem definir o vencedor da eleição presidencial

A votação por correio, para a eleição de novembro, já está acontecendo. Mais de 900 mil cidadãos americanos já depositaram cédulas no correio ou nas urnas. Entretanto, o número abrange 0,7% dos votantes de 2016.

Por isso, o rumo da votação pode ser traçado – visto que existem muitos estados que tem o poder de definir a eleição – de acordo com as conversas da noite. Em dois púlpitos, que respeitam o distanciamento social, os candidatos irão debater sobre os seis tópicos escolhidos.

Donald Trump, taxado como “showman”, recusou simulações para o debate desta terça-feira (29). Entretanto, abalos devem ser notados no presidente, já que o New York Times produziu uma reportagem que afirma que Trump realizou evasão fiscal em declarações do imposto de renda.

Crises políticas são ponto fraco de Trump, enquanto falta de energia cabe a Joe Biden

Donald Trump tem desvantagem em alguns estados. A maneira como o presidente lidou com a pandemia do coronavírus é a maior delas. Mais de 205 mil pessoas morreram no território americano. 

Ainda, os protestos contra a violência policial e o racismo, que estouraram no país, representam ideias distintos aos de Trump, que é um ferrenho defensor do uso da força por militares.O atual presidente estadounidense, deve ainda tentar desestabilizar Joe Biden

Trump insiste em chamar o oponente de “Joe Sonolento” e de desqualificá-lo como líder tratando como fraco. O democrata deve fugir da figura apática e apresentar um discurso mais energizante, para que o posicionamento de Trump sejam desbancado.