Mapa 3D da Via Láctea é divulgado por astrônomos, confira

ANÚNCIO

No início do mês de dezembro de 2020 astrônomos da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, revelaram o mais detalhado mapa 3D da Via Láctea já lançado no mundo. O atlas divulgado tem como base dados coletados por um observatório espacial. 

Os dados coletados são responsabilidade do observatório Gaia da Estação Espacial Internacional (ESA) que está coletando imagens do espaço desde 2013 e já coletou informações sobre mais de 1,8 bilhão de estrelas, suficiente para colaborar com inúmeras pesquisas e descobertas.

ANÚNCIO

O primeiro mapa 3D da Via Láctea divulgado por astrônomos aconteceu há pouco mais um ano e foi resultado da análise de mais de 200 mil imagens recolhidas de satélites em um período de mais ou menos 6 anos de pesquisa. 

Mapa 3D da Via Láctea é divulgado por astrônomos, confira
Fonte: (Reprodução/Internet)

Mapa 3D e o observatório espacial Gaia 

Na primeira quinta-feira (03) do mês de dezembro de 2020, uma nova revelação impressionou o mundo e, principalmente, astrônomos e aspirantes que se interessam por todas as novidades sobre o que há fora do planeta Terra. 

O mapa 3D mais detalhado da Via Láctea pode trazer novas informações sobre a formação do Sistema Solar e a taxa de expansão do Universo. Ele contém a informação de mais de 1,8 bilhões de estrelas e seus dados analisados pelo observatório Gaia da Estação Espacial, responsável por coletar imagens em toda a galáxia desde 2013. 

ANÚNCIO

As informações que auxiliaram os astrônomos a construir o atlas fazem parte do terceiro relatório divulgado pela missão. Este mapa detalhado recém divulgado irá ajudar cientistas a medir a aceleração do Sistema Solar comparado com o restante do Universo, facilitando a compreensão da sua origem.

Missão Gaia 

A missão Gaia possui dois satélites que estão localizados a quase 1,5 milhão de quilômetros da Terra. A missão está sendo responsável por colher milhões de dados sobre toda a galáxia e promete relaxar as pesquisas astronômicas pelos próximos 40 a 50 anos. 

O satélite Gaia foi lançado em dezembro de 2013 através da Guiana Francesa, e atualmente se encontra orbitando o Sol, a mais de 1 milhão de quilômetros da Terra. As câmeras embutidas no observatório são as mais poderosas e maiores instaladas no espaço.