Hackers doam dinheiro roubado à instituições de caridade

ANÚNCIO

O grupo de hackers Darkside, que já roubou milhões de dólares de empresas privadas, anunciou que atualmente deseja realizar caridades. Em publicação na deep web, os criminosos divulgaram recibos de US$ 10 mil de doações para dois grupos de caridade.

A quantia de R$ 56 mil em Bitcoin teve como um dos destinatários a Children International, que já afirmou que não aceitará o dinheiro. A mudança de objetivo da gangue está sendo lida como preocupante e atípica.

ANÚNCIO

No blog da Darkside, dia 13 de outubro os hackers divulgaram que apenas empresas de grande porte eram vítimas do roubo conhecido como ransomware, no qual o TI das companhias é pressionado para que o resgate em dinheiro seja pago.

Hackers doam dinheiro roubado à instituições de caridade
Fonte: (Reprodução/Internet)

Instituições visam cuidado às crianças e tratamento da água

Uma das instituições que recebeu a doação da Darkside é a Children International, que trabalha em prol das crianças na FiIipinas, Estados Unidos, México, Equador, Zâmbia, Colômbia, Guatemala, República Dominicana e Guatemala.

Para a reportagem da BBC, um porta-voz da Children International afirmou que se a doação for de hackers, a mesma não será aceita. A outra companhia que realiza benfeitorias à sociedade carente, e que recebeu o dinheiro dos hackers é a The Water Project.

ANÚNCIO

A segunda instituição realiza um trabalho de melhoria ao acesso da água potável na África. Diferentemente do primeiro órgão de caridade, a The Water Project não se pronunciou à reportagem da BBC.

Dinheiro roubado pode ser devolvido aos proprietários

O analista de ameaças na segurança cibernética da Emsisoft, Brett Callow, questionou o ato de bondade que o grupo criminoso adotou recentemente, e tocou no ponto de que pode ser uma maneira de limpar a própria culpa nas atitudes ilegais

Mesmo a Darkside ser um novo grupo de hackers, um valor considerável de criptomoedas já foi extorquido. As ações dos criminosos pode indicar relação até mesmo com os ataques que permearam a Travelex, empresa vítima do mesmo tipo de roubo virtual utilizado pela Darkside.

Para a doação, a gangue utilizou a norte-americana The Giving Box, que é uma facilitadora de doação de Bitcoins para instituições caridosas. Em entrevista à BBC, a companhia afirmou que se apurar que a doação é fruto de atitude ilegal, o valor será devolvido aos legítimos proprietários.