Milhões de árvores são descobertas no deserto do Saara

ANÚNCIO

Um novo estudo no Saara descobriu centenas de milhões de árvores. As plantas estão situadas no maior deserto não polar do mundo, onde geralmente espera-se um enorme campo de areia.

A pesquisa foi publicada na revista “Nature”, e confere que árvores estão situadas pontualmente na região, portanto não formam uma floresta. Os objetos do estudo foram contabilizadas uma por uma, em um espaço de 1,3 milhão de quilômetros quadrados.

ANÚNCIO

Situadas no noroeste da África, mais precisamente em um corredor que passa pela Mauritânia, Senegal, Argélia e Mali, as árvores somam 1,8 bilhão, segundo os pesquisadores internacionais.

Milhões de árvores são descobertas no deserto do Saara
Fonte: (Reprodução/Internet)

Como a pesquisa foi realizada

Em entrevista à BBC, Martin Brandt, da Universidade de Copenhagen, e principal autor da pesquisa, afirmou que as árvores além de estarem no Saara Ocidental também se encontram no Sahel, uma savana tropical semiárida.

A pesquisa foi administrada pelo Centro de Monitoramento Ecológico de Dakar, no Senegal, pelo Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) da França, e pela Nasa (agência americana do espaço).

ANÚNCIO

Mais de 11 mil imagens de satélites da companhia Digital Globe, subsidiária da Agência Internacional de Inteligência dos Estados Unidos foram analisadas. Utilizando a inteligência artificial, as máquinas foram configuradas para identificar as árvores. 

A distinção de pequenas plantas, como arbustos, para árvores, foi dada no comando do satélite de apenas contabilizar as copas de área maior do que três metros quadrados. Caso o levantamento incluísse as outras vegetação, a área verde do deserto seria 20% maior.

Árvores no deserto são benéficas aos moradores locais

Brandt considera que o estudo é um pouco animador, ao pensar no desmatamento que se encontra em alta crescente, e no aumento das queimadas que estão acontecendo nas florestas da Austrália, dos Estados Unidos, da Grécia e da América do Sul.

Entretanto, o pesquisador ressaltou que as árvores em áreas desérticas exercem um papel menos influente na manutenção do meio ambiente, como na absorção de dióxido de carbono. Por fim, explicou que as plantas são necessárias na localidade que se encontram, pois fertilizam o solo e oferecem abrigo para humanos e animais.