Consumo de plástico sobe na quarentena e reciclagem do material abaixa 2%

ANÚNCIO

A pandemia trouxe o aumento da utilização de vários materiais, mas o que mais se destacou foi o plástico. Com o distanciamento social, a população passou a utilizar mais os serviços delivery, como o Uber Eats, iFood e Rappi, gerando assim mais embalagens.

Além disso, os materiais hospitalares como máscaras e luvas também auxiliaram no aumento da porcentagem de utilização de plástico. Isso é preocupante, pois o Brasil só recicla 1,28% do material, segundo dados da WWF utilizados pelo Atlas do Plástico.

ANÚNCIO

O material que é mais reciclado no Brasil são as latinhas de alumínio que, recentemente, no Brasil bateu o recorde de reciclagem do alumínio. O índice de reciclagem de latas de alumínio foi de 97,6% em 2019. 

Consumo de plástico sobe na quarentena e reciclagem do material abaixa 2%
Fonte: (Reprodução/Internet)

Brasil produziu 79 milhões de toneladas de plástico 

Em um estudo feito pela organização sem fins lucrativos alemã Fundação Heinrich Böll, adverte à população sobre as 70 mil a 190 mil toneladas de lixo que são despejadas no mar brasileiro por cidadãos que habitam o litoral. Esse retrato apresenta problemas para a fauna e flora marinha, para a saúde das pessoas e também para o turismo. 

O planejamento que foi lançado em abril de 2019, o Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, está interrompido desde março deste ano por conta da pandemia e não tem previsão de retorno. Os R$40 milhões destinados à esse tipo de serviço ainda não foram desembolsados. 

ANÚNCIO

Segundo o estudo, em 2018, o Brasil conseguiu produzir cerca de 79 milhões de toneladas de lixo, com o plástico sendo 13,5% desse volume, ou seja, 11,3 milhões de toneladas. Com isso, o território nacional alcança o quarto lugar do país que mais produz resíduos de plástico do mundo. 

Somente 145 mil toneladas de plástico são recicladas no Brasil

Do plástico produzido, apenas 145 mil toneladas são recicladas, ou seja, 1,28% do total, comparada a média global de 9%. De todos os plásticos produzidos pelos brasileiros, a garrafa PET (polietileno tereftalato) possui 60% de taxa de reciclagem, sendo o produto mais reciclado entre os brasileiros. 

De acordo com a pesquisa Ibope citada pelo levantamento, em 2018, 75% dos brasileiros não separam os recicláveis,  39% não separam o lixo orgânico dos recicláveis. Sobre o plástico 77% sabiam que o plástico é reciclável, mas 40% de fato reciclavam o material. 

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, o baixo índice de reciclagem do plástico se dá por conta do descarte inadequado, da falta de coleta seletiva e da baixa infraestrutura para reciclagem. Já a Abiplast afirma que o país reciclou 22% do plástico pós-consumo em 2018.