A curiosa história de Koko, a gorila que se comunicava com humanos

ANÚNCIO

A gorila koko falecida em 2018 ganhou bastante notoriedade em vida e foi destaque de duas capas da National Geographic. A curiosa história da primata revela uma incrível capacidade de aprendizagem e habilidade empática para com os humanos.

Desde seu nascimento em 1971 nos Estados Unidos, São Francisco até sua grande trajetória na Califórnia para onde foi transferida a gorila conseguiu aprender a se comunicar por meio da linguagem de sinais. O animal era capaz de compreender mais de duas mil palavras.

ANÚNCIO

Os gorilas são um das espécies mais ameaçados de extinção no mundo, e as pesquisas apenas confirmam a emergência da conscientização das pessoas acerca da importância de animais tão próximos a nós; competentes inclusive para utilizar a linguagem.

A curiosa história de Koko, a gorila que se comunicava com humanos
Fonte: (Reprodução/Internet)

Habilidade comunicativa e sutileza emocional

Hanabiko ‘Koko’ como foi batizada por cuidadores que acompanharam todo o processo de desenvolvimento da gorila. Francine Patterson foi a mais próxima do animal, quando foi transferida em 1971 para a reserva de preservação na Califórnia em 1972, Koko com a ajuda de Patterson passou a aprender a se comunicar por linguagem de sinais.

A linguagem de sinais em língua inglesa que Koko usou em vida foi adaptada pela cuidadora. Com pouco menos de um ano no local, a gorila conseguiu apreender mais de mil palavras e se comunicar por meio delas. Já nos últimos dias de vida, o seu vocabulário se estendia para mais de 2 mil palavras. De acordo com pesquisadores o seu QI era de até 95.

ANÚNCIO

Outro fato que deixou o nome de Koko para a posteridade como a primata mais famosa do Ocidente, foi o desenvolvimento da capacidade de demonstrar empatia por outros seres vivos, algo parecido com as habilidades emocionais dos humanos.

Os curiosos momentos eternizados de Koko 

Existem diversas fotografias de Koko em momentos de grande surpresa para a nossa espécie. Em uma das imagens, a gorila demonstra que sabe utilizar um gravador, inclusive controlando a sua respiração, fato inesperado para os primatas.

A curiosa história de Koko, a gorila que se comunicava com humanos
Fonte: (Reprodução/Internet)

Koko também surpreendeu o ator Robert Williams no ano 2001, ambos ficaram bastante íntimos diante dos cliques. Também em duas ocasiões Koko apareceu na capa da Revista National Geographic, uma em 1978 e mais tarde em 1985, o que lhe rendeu ainda mais holofotes.

A gorila foi presenteada com um gato. Koko cuidou do bichinho com grande atenção, e claro, esse fato rendeu grandes manchetes. Em 2018, a primata faleceu enquanto dormia, com 46 anos de vida. As pesquisas em linguagem primata na fundação onde Koko foi criada permanecem como parte de seu legado.