Estudos britânicos indicam que anticorpos da Covid-19 esgotam rapidamente

ANÚNCIO

Nesta semana, dois estudos britânicos diferentes indicaram que o número de anticorpos da Covid-19 cai rapidamente após um período da infecção. Um deles é do King’s College de Londres, e foi publicado na revista científica “Nature”, na última segunda-feira (26).

A segunda pesquisa foi produzida pelo Imperial College de Londres, e anunciada na terça-feira (27). Entretanto, o levantamento ainda não foi publicado pois trata-se de um modelo preliminar. O grupo clínico foi de 365 mil pessoas.

ANÚNCIO

O estudo publicado na “Nature” conseguiu concluir que a maioria produz rapidamente imunidade contra o novo coronavírus, mas a proteção sofre uma queda que depende de quão grave os sintomas que o paciente enfrentou.

Estudos britânicos indicam que anticorpos da Covid-19 esgotam rapidamente
Fonte: (Reprodução/Internet)

Queda de anticorpos e imunidade contra o coronavírus

A pesquisa científica do King’s College de Londres foi realizada a longo prazo com 96 indivíduos, sendo eles 31 profissionais da saúde e 65 pacientes, todos recuperados da doença causada pelo novo coronavírus.

As coletas para o exame foram realizadas em um período de 94 dias, em pequenos intervalos. A primeira conclusão foi que após o oitavo dia de início de sintomas, 95% dos voluntários produziram anticorpos da Covid-19.

ANÚNCIO

A queda foi analisada em todos os participantes do estudo após um mesmo pico no começo da recuperação. Dessa forma, os autores da pesquisa interpretam que os resultados demonstram uma possível necessidade de doses de reforço quando houverem vacinas contra a enfermidade.

Pesquisa sugere queda na defesa populacional

O estudo ainda não publicado em revistas científicas foi realizado em apenas três coletas. Na primeira etapa, 99.908 cidadãos foram objetos de estudo, na segunda 105.829, e na terceira 159.367. Todas as rodadas foram realizadas entre pessoas diferentes.

Dos pacientes da primeira rodada, 6% tinham defesa contra Covid-19, na segunda apenas 4,8% haviam os anticorpos, e na terceira 4,4% possuía os glóbulos brancos. De acordo com os responsáveis pela produção científica, os resultados indicam a baixa de imunidade na população.

Casos de reinfecção pelo novo coronavírus são pontuais mas foram registrados no mundo. Estuda-se que o número pode ser maior do que o indicado visto que para descobrir se se trata de uma segunda infecção, é necessário sequenciar o genoma do vírus.