Covid-19: Europa contabiliza mais de 250 mil mortes pela doença

ANÚNCIO

Neste domingo (18), a agência de notícias France Presse contabilizou mais de 250 mil mortes pela Covid-19 no continente europeu. Este número indica um quinto de todas as mortes pela doença em todo o mundo.

As 250.030 mortes confirmadas estão concentradas por ordem crescente nos seguintes países: Reino Unido, Itália, Espanha, França e Rússia. Além disso, já foram registrados 7,3 milhões de diagnósticos da doença no continente.

ANÚNCIO

Somente na semana passada mais de 8 mil pessoas morreram na Europa por complicações resultantes da infecção do vírus. A região já foi apontada como o epicentro da pandemia no primeiro semestre deste ano e agora precisa voltar a adotar, mais uma vez, as medidas de restrição para conter o avanço do contágio.

Covid-19: Europa contabiliza mais de 250 mil mortes pela doença
Fonte: (Reprodução/Internet) 

Toque de recolher na França e o “área de alto risco” em Londres

Nove cidades da França, incluindo a capital Paris, tiveram que aderir a um toque de recolher entre 21h e 6h, sendo esta uma recomendação estratégica para evitar a propagação da doença. Além das cidades francesas, Londres e mais oito cidades britânicas foram classificadas como “áreas de alto risco”.

Cidades como Londres, Essex, York e Derbyshire entraram na fase de alto risco e com isso, devem obedecer as recomendações das autoridades de saúde e chefes governamentais. Confira abaixo.

ANÚNCIO
  • Proibido encontros sociais em lugares abertos e fechados com mais de 6 pessoas;
  • Restrição de horários em bares, restaurantes e comércio em geral;
  • Pubs podem atender somente clientes que estiverem sentados entre os horários de 10h e 17h;
  • Serviços de alimentação podem atuar depois das 22h, mas apenas por telefone;
  • Não será mais permitido pedir e retirar o pedido solicitado no local após o horário;
  • Escolas e Universidades continuarão abertas;
  • Haverá controle de pessoas nas igrejas, local que permanecerá aberto também;
  • Casamentos e funerais com restrição de até 30 pessoas;
  • Viagens são permitidas, mas não incentivadas pelo governo.

A segunda onda inesperada pela população europeia, que passou a ter grandes progressos após um período difícil no primeiro semestre, vem atingido novamente o continente, preocupando autoridades e o sistema de saúde.

Segunda onda ressurge e Itália bate recorde de novos casos

Na última terça-feira (13), a Organização Mundial da Saúde (OMS) comunicou os mais de 700 mil novos casos identificados na última semana, dentro do continente europeu. Isso reverbera um 34% de crescimento da Covid-19 em relação à semana anterior.

Como exemplo, a Itália neste domingo (18) bateu seu recorde diário de novos casos de coronavírus, pelo quarto dia seguido. Nas últimas 24 horas, o país calculou mais 11.705 diagnósticos, sendo este o maior número desde a chegada do vírus em todo território italiano.

O país tem o segundo maior número de mortes em seu continente, seguido apenas do Reino Unido. Apesar do aumento de números de óbitos nos últimos dias, a Itália ainda não alcançou a alarmante média de 900 mortes diárias, como foi nos primeiros meses do ano.