São Paulo deve entrar na fase verde e retomar atividades de lazer

Nesta sexta-feira (9), a cidade de São Paulo pode passar para a fase verde, que prevê a retomada econômica por meio da reabertura de museus, cinemas, teatros e eventos.

O governador do estado, João Doria (PSDB), deve anunciar a reconfiguração em coletiva de imprensa desta tarde. O Plano São Paulo tem cinco fases de restrição de medidas de segurança.

A fase que deve atualizar São Paulo é a penúltima dentre as medidas mais flexíveis. A vermelha é a de protocolos mais rígidos, e a azul é a mais controlada.

São Paulo deve entrar na fase verde e retomar atividades de lazer
Fonte: (Reprodução/Internet)

Eventos com até 2 mil pessoas serão permitidos

A flexibilização já tinha sido feita em julho deste ano, quando o governo autorizou a reabertura de cinemas, salas de espetáculo, teatros, eventos e academias de ginástica nas cidades na fase amarela.

Vale ressaltar que as prefeituras podem escolher pro reabrir e permitir eventos ou não. Entretanto, o prefeito da capital de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que os setores somente iriam abrir na fase verde do plano.

Em setembro, protocolos já foram desenvolvidos para a preparação da reabertura das áreas previstas. As regras são de eventos como workshops, palestras, feiras e seminários ocorrerem com até 600 pessoas. Festas não são permitidas.

Os eventos que forem para públicos acima de 600 pessoas, precisarão de autorização municipal para conseguir, no máximo, 2 mil pessoas. Com a autorização, o Museu da Língua Portuguesa pode inaugurar.

Como funciona o Plano São Paulo e suas fases

O Plano São Paulo é o planejamento da gestão diante a pandemia do novo coronavírus. As regiões são divididas por cores que representam as áreas que serão reabertas e as medidas adotadas para a prevenção da contaminação.

Os grupos foram divididos com base nas 17 Divisões Regionais de Saúde (DRS). A Grande São Paulo, entretanto, foi subdividida em 6 regiões, que são também flexibilizadas de formas diferentes. 

Na fase vermelha apenas serviços essenciais podem funcionar. Na fase laranja, escritórios, imobiliárias, concessionárias, escritórios, shoppings e alguns comércios podem abrir com medidas de segurança.

A fase amarela libera salões de beleza, restaurantes, academias, bares, parques e atividades culturais com público sentado, com protocolos de higiene. A fase verde, que deve ser adotada por maioria do estado pode reabrir eventos, teatros e cinemas, com as mesmas restrições.