Somente 56% dos aprovados no Auxílio Emergencial receberão a parcela de $300

Recentemente o governo brasileiro divulgou o novo calendário de pagamentos das parcelas de R$300 do Auxílio Emergencial. A primeira parcela deve ser paga aos beneficiários do Bolsa Família a partir desta quarta-feira (30).

O Ministério da Cidadania anunciou que 27 milhões de pessoas não inscritas no Bolsa Família receberão o benefício, ou seja, a primeira parcela de R$300 da prorrogação do Auxílio Emergencial. 

Como 48 milhões de pessoas que concorrem ao Auxílio Emergencial não são do Bolsa Família, isso significa que apenas 56,25% dos aprovados receberão a prorrogação de mais quatro parcelas de R$300 ou R$600.

Somente 56% dos aprovados no Auxílio Emergencial receberão a parcela de $300
Fonte: (Reprodução/Internet)

Não beneficiários do Bolsa Família receberão as parcelas

Segundo as regras definidas sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial, somente os trabalhadores brasileiros que começaram a receber em abril a parcela do benefício inicial, de R$600, e que já terminaram de receber todas as parcelas, terão o direito de receber as quatro restantes. 

O governo brasileiro divulgou nesta segunda-feira (28) em edição extra do Diário Oficial, o calendário oficial de pagamentos das quatro novas parcelas de R$300 do Auxílio Emergencial para os beneficiários fora do Bolsa Família.  

“Serão 27 milhões de pessoas que receberão R$ 300 ou R$ 600, […] o que totaliza um investimento do governo federal de mais de R$ 9 bilhões. […] o calendário seguirá o mês de nascimento dos beneficiários, […] em poupança social digital já existente em seu nome”, informou em nota o Ministério da Cidadania.

Auxílio Emergencial acabará em 31 de dezembro

Por fim, o Auxílio Emergencial se estenderá até 31 de dezembro independentemente do número de parcelas recebidas pelos inscritos. Portanto, os beneficiários que foram elegidos em maio, junho e julho terão as novas parcelas creditadas em outubro, novembro e dezembro. 

O Ministério também concluiu que realizará a reavaliação dos beneficiários aprovados, tanto para os pagamentos das parcelas tradicionais, quanto para os pagamentos da prorrogação. O cumprimento dos critérios será analisado mensalmente pela equipe da Dataprev.